Apresentação

Apresentação


O que é CPA?

A Lei Federal nº 10.861, de 14 de abril de 2004, instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), que preconiza que toda instituição de ensino superior, pública ou privada, constituirá uma Comissão Própria de Avaliação (CPA), responsável pela autoavaliação da Instituição.


Composição da CPA

Bernadete Freire de Carvalho Avelino

Presidente da CPA Valdirene Pinheiro Dias

Membro Docente Jacob Ambrósio de Sousa

Membro Técnico Administrativo Lúcio de Oliveira Viana

Membro Discente Herbert Rogério do Nascimento Coutinho

Representante da Comunidade


Legislação

A Lei Federal nº 10.861, de 14 de abril de 2004, instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), que preconiza que toda instituição de ensino superior, pública ou privada, constituirá uma Comissão Própria de Avaliação (CPA), responsável pela autoavaliação da Instituição considerando, obrigatoriamente, os cinco eixos, que são:

  • Eixo 1 - Planejamento e Avaliação Institucional
  • Eixo 2 - Desenvolvimento Institucional
  • Eixo 3 - Políticas Acadêmicas
  • Eixo 4 - Políticas de Gestão
  • Eixo 5 – Infraestrutura

Funções da CPA

Conforme planejamento e organização das atividades de autoavaliação, à CPA compete as seguintes atribuições:

I - Planejar o processo e elaborar o projeto quinquenal de autoavaliação institucional com efetiva participação da comunidade e compromisso dos dirigentes, definindo objetivos; estratégias, metodologias, recursos e cronograma das ações avaliativas, obedecendo a periodicidade do PDI;

II - Conduzir o processo anual de autoavaliação;

III - Propor e acompanhar a implementação de ações formativas;

IV - Acompanhar os processos de avaliação externa da FATEPI – FAESPI e do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE);

V - Implementar ações visando a sensibilização da comunidade universitária para o processo de autoavaliação;

VI - Fomentar a produção e a socialização do conhecimento na área de avaliação;

VII - Avaliar as dinâmicas, procedimentos, e mecanismos internos de avaliação já existentes na Instituição para subsidiar os novos procedimentos;

VIII - Articular-se com as Comissões Próprias de Avaliação de outras IES e com a CONAES;

IX - Elaborar o relatório anual de autoavaliação e encaminhá-lo à Direção Geral, pelo menos, 03 (três) dias úteis, antes do prazo previsto para a postagem no Sistema e-MEC, segundo a legislação pertinente ao Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

X - Elaborar, implementar e zelar pela execução do projeto de avaliação institucional na FATEPI – FAESPI;

XI - Sensibilizar e estimular a participação da comunidade acadêmica no processo de Avaliação Institucional;

XII - Buscar condições para que a avaliação esteja integrada à dinâmica da FATEPI – FAESPI, assegurando a interlocução com segmentos e setores institucionais;

XIII - Acompanhar o desenvolvimento do processo de avaliação nas Unidades Acadêmicas e demais setores da FATEPI – FAESPI;

XIV - Elaborar e apresentar sistematicamente resultados da Avaliação Institucional


Dimensões da CPA

Segundo Regimento Interno da CPA, deverão ser consideradas as diferentes dimensões institucionais, dentre elas, obrigatoriamente, as seguintes:

I - A missão E o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI);

II - A política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e a gestão, e as respectivas formas de operacionalização;

III - A responsabilidade social;

IV - A comunicação com a sociedade;

V - As políticas de pessoal;

VI - A organização E a gestão;

VII - A infraestrutura física;

VIII - O planejamento e a avaliação;

IX - As políticas de atendimento aos estudantes;

X - A sustentabilidade financeira.


O que a CPA faz por você?

O processo de avaliação interna conduzido pela CPA tem por finalidades:

I - A melhoria da qualidade educacional da FATEPI – FAESPI;

II - A construção e consolidação de um sentido comum de universidade, contemplando os aspectos sociais, políticos, filosóficos e éticos da ação e da gestão institucional;

III - A busca pela implantação de uma cultura de avaliação pautada em processo reflexivo, sistemático e contínuo;

IV - A realização de processo partilhado de produção de conhecimento sobre a FATEPI – FAESPI, que torne possível a revisão e o aperfeiçoamento de práticas, tendo como referências o PDI e o PPI;

V - A análise contínua das ações educativas, de forma crítica e abrangente.